6 de dezembro de 2008

Te amooooo



Perdoa as rosas que não mais posso devolver
Perdoa a canção que silencio
Perdoa a voz que se afoga na tua ausência

Aceita o encanto
Acata os versos
Açoita o medo
Afasta solidão...

Fica!!!

Dar-te-ei as Pétalas que guardei,
A Melodia do nosso momento
E a Voz embriagada de paixão...

“Te amo!”
(Val/dez/2008)

2 comentários:

Tatiana disse...

Grande e intensa e apaixonada Val, sempre bela a sua expressão de amor!
Vim apreciar e lhe desejar uma semana repleta de dádivas!

Beijinhos

bruxamarytsha disse...

Lindo Val, quando vai no meu amiga? beijocas