11 de fevereiro de 2011

BELIEVE ME


BELIEVE ME

Preciso que tu saibas
Das pendências e do pêndulo
Que não desiste de chamar-te
Para junto da semente...

Preciso conversar de amor,
Do carinho e do cheiro,
De ti e contigo...

Dá-me uma chance de reconstruir ou
Destruir de vez
A sensação de falência múltipla
Dos sentimentos...

Dá-me a ti por alguma eternidade?
Devolvo-te à próxima esquina...

Believe me!
(VALéria CRIStina) - Ontem ...

Um comentário:

AC Rangel disse...

E por que não
acreditar nestes olhos,
nesta alma,
neste amor?
E por que não
acreditar nesta vida...

parabéns e um enorme beijo.

Rangel