16 de abril de 2009

ASSIM


Assim
Meu colo acolhe as tuas mãos
Quando deito o meu viver
Sobre o teu viver...
Meu ser no mundo
Enfeita de figuras
A poesia que se agiganta
No sopro do vento
Que te alcança e encanta
Como canto de flores
Que dançam e se alegram
Saltitando em versos
Avessos aos ventos
Em meu colo o teu viver
Sopro de brisa em brancas velas
Velas nos braços do mar
Do mar
Do mar do meu amor...

(Val)

9 comentários:

Faces de Mulher disse...

Val eu feliz em estar aqui...
Muito tranquilo ter um blog...
Estou amando...
Muitas saudades...
BJKS...
Chrys
;)

Amanda Cecilia disse...

Val, gostei muito deste poema... é um colo literal...lindo...

ลndreia disse...

É nesse colo que duas vidas se juntam. *

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Tem selinho pra vc, espero que goste.

=]

http://selospremiosmimos.blogspot.com/

Rebeca

-

Tatiana disse...

Val... e suas ternas emoções!

É sempre bom ler suas palavras...

Tenha uma semana repleta de dádivas.
Deixo um beijo carinhoso

A.S. disse...

Este lindo poema é um doce navegar nas ondas do teu corpo...


Doces beijos!

bruxamarytsha disse...

E sua alma é linda amiga, belíssima poesia, beijocas

Beth do Alô Mensagem disse...

Val minha a anja.
Te alcancei aqui porque vc sempre me encanta!
Beijinho

bruxamarytsha disse...

Tem um selinho pra vc lá, vai buscar, beijocas