3 de abril de 2009

ETERNO


Quando você ‘chegou’
Eu quase não acreditei!
“-Quase?? Porque “quase?”
Por que era ‘bom demais"!
E, eu não tinha noção
Se o meu coração ainda seria capaz
De sobreviver a tanto amor...
Você chegou!
Chegando, trouxe-me a luminosidade
Que, eu também,‘quase’
Não conhecia...
Sabedoria plena,
Doçura incontestável...
E, nos fomos intercalando,
Interagindo nossas almas,
Partilhando desejos
E comungando um sentir.
Inexplicavelmente sentindo
O que nunca havia existido...
E, nos afagamos, nos pertencemos,
Usamos ‘feeling’, cheiro,
(Tanto sabor em seus lábios!...)
Oferecemo-nos ao amor.
Fatiamos cada metade que nos pertencia
E, respiramos juntos, verdadeiros
Espasmos de amor...
O mundo ficou pequeno...
A vida se redimiu
Diante de nós...
Hoje somos dois em comunhão,
Na partilha suave, no ‘doar-se’,
Na dádiva e num amor imenso...
E, provavelmente,
Eterno!!!!

(Val)

Um comentário:

Tatiana disse...

Minha Linda Amiga Val... isso que é inspiração!!!

*

Agradeço a visita...
E as palavras deixadas...
Mas acima de tudo agradeço o seu carinho!
Um belo final de semana para você e para todas as pessoas que estão em seu coração!

Um beijo carinhoso