12 de abril de 2009

E, A GENTE NEM PERCEBE...




Às vezes a gente nem percebe
Que o vento desalinhou os cabelos
Esbarrou nas folhas
Fez cair os frutos
Levou as pétalas


Às vezes a gente nem percebe
Que o tempo desbotou os cabelos
Bagunçou os sonhos
Brincou com as ilusões
Levou o que poderia ter ficado...

(Val)

2 comentários:

AC Rangel disse...

Nem sempre o tempo é companheiro. Nem sempre cuidadoso. Mas, no mundo dos tempos, eles são cobrados para agirem assim mesmo. São como os homens: não conseguem preservar o que é belo, puro, inteligente.

Beijo

AC Rangel disse...

Bom receber tua visita. Venha sempre.