7 de outubro de 2008

@<>@



Hoje meus versos foram ao teu encontro

Restaram-me um teclado,

Um olhar fixo no monitor

E um coração transbordando saudade...

Um comentário:

lola disse...

Quando o tecido rasgou-se em minhas mãos, e a linha já não costurava o remendo, uma mulher vestida de lua, deitou-se na minha folha de papel, e riscou forte uma linha de alma sobre a minha. Foi então que vi que ela era uma fada a me transformar em ave bordada. E na seda deste céu que olho sem parar, sinto minhas asas no eterno lápis a me levar...