4 de outubro de 2008

FALANDO SÉRIO




Quantas histórias um velho barco tem para contar??

Quantos pescadores navegam seus sonhos
A bordo de velhas e simples embarcações?

Quantos medos, incertezas?

Quantas manhãs?

Quantos pôr-do-sol?

Quantas tempestades?


Assim somos nós...

Quantas histórias temos para contar?

Quantas idas? Quantas voltas?

Quantas tempestades?

Quantas bonanças?


O Homem foi feito para a vida,

Assim como o barco para o mar...


Estaria eu me abstraindo demais?

Não sei...não sei...

Só sei que, assim como um barco, me sinto pronta

para uma nova viagem a cada amanhecer...

(Val)

Um comentário:

lola disse...

O barco transformou-se, de repente, num balanço. É que, quem já teve um, sabe o que é o céu de baixo pra cima, ou de cima pra baixo. O bailar do barco na água é como o balanço de uma criança até o céu. É a mais pura alegria que alguém pode experimentar..Lola.